DICAS E NOTÍCIAS

GRUPO 2 – PINSCHERS, SCHNAUZERS E MOLOSSÓIDES

22/01/2018 – Por Dra. Wanessa Buchi – Veterinária

Neste grupo estão reunidos os cães que tem como atividade principal a guarda e defesa, animais que desde os tempos mais remotos cumprem estas funções bem como as raças de utilidade ou seja cães que realizam as mais diferentes atividades que auxiliam o homem no seu dia a dia, valorosos e dedicados companheiros.

Os cães “molossos” têm como principal característica o seu corpo musculoso. Além disso, apresentam a cabeça pequena, o focinho curto e são ótimos guardiões. Alguns exemplos de cães desse grupo são o Mastim e o Dogo.

Doberman

Sua origem é Alemã, um coletor de impostos alemão, funcionário do canil local e que, de quebra, também trabalhava como policial à noite, foi o criador da raça Dobermann Pinscher, ele foi criado para proteger seu dono em suas rondas. É um animal feroz, resistente, ágil, veloz de pelo curto e porte médio. É um cão policial ideal para proteger residências de moradores que viajam muito. Isso ocorre porque, diferentemente das outras raças, ele tem fôlego para passar horas correndo de um lado para outro no jardim, protegendo todos os pontos da casa.

Outra característica que colabora com a defesa do lar é a flexibilidade e a velocidade do Dobermann, o que contribui para o sucesso de perseguições e pulos espetaculares. Quando o dono está em casa, no entanto, o Dobermann gosta de estar junto da família e protegê-la quando necessário. É capaz de sacrificar a própria vida para proteger o proprietário.

O sentimento de medo não existe para essa raça, que ataca sempre que se sente ameaçada. Por ser um cão desconfiado 24 horas por dia, o criador de um Dobermann deve ficar atento quando levar convidados para casa. Pois o cão pode se sentir ameaçado e atacar o visitante. Ao adestrá-lo, o dono deve ser firme e enérgico, deixando os limites bem claros para o cão.

Após o nascimento de um Dobermann, o filhote demora cerca de dois meses para começar a dar sinais de seu futuro temperamento. Assim, no momento da compra, o criador que busca um cão de guarda eficiente deve ficar atento aos movimentos do cãozinho. É preciso observar se o filhote busca a bolinha arremessada, sinal de obediência e agilidade, e se ele demonstra curiosidade e atenção ao barulho de uma chave, por exemplo.

Em relação aos tratos higiênicos, o Dobermann não é um cão de “frescuras”. Com um pelo liso e duro, não exige frequentes banhos e escovações. Sua pelagem, sempre brilhante, pode ser encontrada em preto, marrom e azul, sempre com marcas ferrugem.

Pinscher Miniatura

De origem Alemã, ao contrário do que muitos pensam, não se trata de um Dobermann anão, mas de uma raça definida, descendente dos Pinschers alemães, grandes cães de pêlo liso que antigamente eram muito usados para caçar ratos nas ruas.

De porte mini, é encontrado nas cores preto, caramelo e raramente cinza, o Pinscher Miniatura possui pelagem lisa e curta. Tem porte esbelto, conformação equilibrada e pequena. Ele é um bom guardião e fácil de educar. É seguro de si e tem aspecto limpo. O Pinscher é dócil, brincalhão e agitado. Pula muito e é boa companhia para crianças.

Tamanho de fato não é documento. O Pinscher Miniatura é classificado pela Federação Cinológica Internacional como um cão de guarda. Tudo bem que é o menor de todos nessa classificação, mas, em exposições, desfila lado a lado com Dobermanns, Boxers, Rottweilers e Mastifes.

Schnauzer

Dê origem Alemã, é um cão alerta, ágil mas também calmo e carinhoso e tem grande senso de humor. Existem três tipos de Schnauzer: Anão, Standard e Gigante. Tanto o Anão quanto o Gigante desenvolveram-se do padrão Standard. O Schauzer Anão, também desenvolvido na Alemanha, foi reconhecido como raça separada em 1899 nos Estados Unidos e no Canadá e faz parte dos Terrier.

A palavra schnauzer significa focinho em alemão. Este cão não exige muitos cuidados, a não ser uma visita regular ao banho e tosa. Ele é limpo e saudável, quase não solta pelos. A cor do Schnauzer Anão pode ser sal e pimenta, preto, prata e preto. Seu corpo é quase quadrado, com movimentos suaves e enérgicos e combina força e solidez na medida certa ao tamanho pequeno. Já o antigo cão Müncher é considerado o mais potente e o maior dos Schnauzers.

Seu grande tamanho transmite um aspecto impressionante às suas habilidades de Terrier na caça a ratos. Também foi muito usado na lida com o gado. O Schnauzer Gigante é um exemplo de fortaleza, graças ao seu corpo musculoso e robusto. É compacto, potente e possui movimentos amplos.

Sua pelagem é ligeiramente dura com sub-pelo lanoso. Sua cor pode ser: preto ou sal e pimenta. É um excelente caçador, tornou-se um grande cão de companhia. Das três raças está é a mais antiga.