DICAS E NOTÍCIAS

GRUPO 2 – Continuação – Buldogue Inglês

29/01/2018 – Por Dra. Wanessa Buchi – Veterinária

Sua origem é a Inglaterra, é um cão de porte médio e são muito sensíveis ao calor, os Buldogues Ingleses sofrem infartos com apenas um pequeno esforço, dificultando o cruzamento e a disseminação da raça.

Além disso, os partos são sempre cesáreas. Por isso é que existem poucos animais dessa raça no mercado e, consequentemente, eles são tão caros. Essa dificuldade do Buldogue Inglês em se adaptar a ambientes quentes e não ter resistência física está diretamente ligada ao seu focinho curto e nariz empinado.

Essa constituição nasal prejudica, atualmente, sua respiração, mas era eficiente no passado, quando a raça era utilizada em lutas contra touros, e esse formato de nariz impedia que o cão ficasse sufocado com o sangue da presa durante a mordida. Apesar de ser denominado cão de companhia, o buldogue não gosta de brincadeiras e grandes agitos.

Prefere ficar sossegado em seu canto, se possível em frente a um ventilador ou em local refrigerado. Os excessos de dobras no rosto, a principal característica desta raça, são um problema para os Buldogues Ingleses e, também, para seus donos. As dobras devem ser limpas e secas para não causarem assaduras.